- BLEFARITE: É uma inflamação de margem palpebral, mais frequentemente causada por estafilococo ou alergia. As bordas palpebrais apresentam-se hipermiadas e cobertas por inúmeras crostas amarelo-ascinzentadas ( blefarite escamosa). O pasciente queixa-se, principalmente de prurido e fotofobia.

Tratamento: retirada das crostas diariamente. A remoção de crostas é facilitada pelo uso de compressas de mornas e massagem com xampu infantil. Nas fases agudas deve-se usar pomada de antibiótico tópico nas pálpebras.

- Hordéolo : é reconhecido pela presença de um pequeno nódulo, com vermelhidão da palinchaço e dor, sem alteração da acuidade visual.

Tratamento: calor, local massagem e pomada à base de antibiótico e corticosteróide. O calázio pode necessitar de excisão cirúrgica ou injeção de cortisona na pálpebra.

Celulite Orbitária: Inflamação dos tecidos profundos da órbita. Deve ser diferenciadas inflamações palpebrais. Caracteriza-se por grande edema palpebral, com restrição e dor, à movemientação dos olhos, proptose (deslocamento anterior do olho ) e febre.